Sabia que apenas 6% de todos os posts de blog online do mundo  conseguem obter links naturais de outros site?

O que eu quero dizer com isto é o seguinte: Apenas 6% dos artigos de blog têm conteúdo tão bom que servem de referência a outros sites para linkarem a esse mesmo conteúdo. Mas porque será que isso acontece?

Será que os 94% do conteúdo é mau? Ou será que as pessoas não sabem manter os visitantes atentos e motivados a ler os seus artigos?

Neste artigo vou explicar 7 técnicas de escrita para disparar as visitas e aumentar o tempo de permanência no seu blog.

Mas primeiro, vamos perceber porque é que é tão difícil ter a atenção dos leitores hoje em dia. Fique comigo!


Porque é tão difícil ter a atenção do público hoje em dia?

Este é você a navegar na Internet ? Pode ser você ou qualquer um de nós.

Esta imagem explica tudo : Nos dias de hoje, com a globalização do mundo através internet, torna-se difícil captar a atenção do nosso público alvo.

Tantas marcas a competir, tantas distrações dentro e fora da web, fazem a internet parecer cada vez mais pequena, principalmente para os blogs de menor dimensão que se vêm atropelados pelas marcas de autoridade que dominam cada segmento de mercado. Concorda comigo?

Os utilizadores fazem scroll em várias páginas, mas na realidade, grande parte  não está a ler o conteúdo, é uma leitura na diagonal que só é pausada se houver algo que realmente lhe suscite o interesse. A este tipo de leitura chama-se de "scan mode", é uma leitura na diagonal tipo modo scanner.

Existe um fenómeno que explica a dificuldade cada vez maior em manter visitantes no seu blog: Défice de Atenção da Internet !

Então, como fazer conteúdo atrativo, fácil de ler e ao mesmo tempo rico em informação?

É isso que lhe vou explicar com estas 7 dicas super fáceis de implementar, já de seguida. 

7 dicas de copywritting para o seu blog

#1- Escolha um Título que faça as pessoas quererem ler o Artigo 

Os títulos dos artigos são uma das partes mais importantes, porquê? Simples, se o título não for convidativo, a grande parte das pessoas nem se vai dar ao trabalho de ler o seu blog, afinal elas têm muitas mais coisas com que se distrair na internet, concorda?

O nosso título, para além de ter de estar bem enquadrado com o tema do artigo, tem de motivar imediatamente o utilizador a ler, fazê-lo sentir que não pode perder aquela informação tão útil e que está a um passo tão simples de o conseguir, percebeu?

  • Utilize listas numeradas, de preferência com números ímpares 

As listas numeradas são a melhor maneira de manter  as pessoas no nosso blog e tem uma explicação: elas são um grupo de simples mas Acionáveis dicas que as pessoas podem utilizar desde já para chegarem ao resultado pretendido. 

A utilização de números ímpares tem estatísticamente maior conversão que os números pares (cerca de 20% mais) e a razão prende-se ao facto de o nosso cérebro gostar mais de ímpares do que de pares, à excepção do 13.

DICA PRO: Utilize um espetro de números de acordo com a intenção do artigo, se for para o tornar simples utilize o 5 ou 7. Caso pretenda mostrar que está recheado de informação utilize o 17,19,21

  • Utilize Power words

As power words são palavras que despoletam reações emocionais no cérebro de quem lê. Têm esse nome porque são tão persuasivas que as pessoas simplesmente não resistem em ser influenciadas por elas.

Vou-lhe dar um exemplo:

Headline sem Power words : 5 dicas para perder peso;

Headline com Power words: 5  dicas ridiculamente fáceis para queimar gordura;

Em qual deles clicava?

Escreva palavras estupidamente ricas em emoção como as desta lista : https://sumo.com/stories/power-words


  • Comece os headlines com as palavras de maior interação

Na minha agência de marketing digital tudo o que fazemos é baseado em métricas, então, porque não ouvir o que o gigante facebook tem a dizer sobre os títulos que geram mais interação na sua plataforma?

Deixo aqui nesta imagem, as TOP 20 frases com mais interação nos headlines:


#2- O 1º parágrafo decide se o visitante  sai ou entra em Scan mode 

Já sabemos que o título é importante para o visitante clicar e abrir o nosso artigo mas, quantas vezes você clica em artigos que não lê? ou sai imediatamente, ou deixa a marinar no separador do browser até ao dia seguinte e depois acaba por fechar?

Pois é, os outros utilizadores não são diferentes, o primeiro parágrafo tem o poder de criar a expectativa no visitante do que segue, se for motivante ele começa a ler, se não for ele sai, simples! A esses primeiros parágrafos dá-se o nome de "HOOK" ou gancho, ja percebemos o porquê não é verdade?

Vou-lhe mostrar 3 técnicas extremamente eficazes para entrar a matar no seus Hooks:

  • A bomba de conhecimento

Sabia que 95% das pessoas que usam esta técnica são esquerdinas?

Agora deixei-o curioso verdade? Este foi um exemplo de uma "bomba de conhecimento" que, apesar de ser uma brincadeira,  o fez parar para pensar. Agora imagine se esta "Bomba" estivesse relacionada com o tema do seu artigo e claro, se fosse pertinente e VERDADEIRA. 

Estas bombas devem conter factos que comprovem o seu conhecimento na matéria a abordar, transmitindo confiança ao visitante.

DICA PRO: O seu blog é a cara da sua marca, utilize somente FACTOS, não queira fazer headlines como a CMTV.

  • Fator medo ou Fear Factor

Escrever um artigo sem utilizar estas técnicas pode resultar num decréscimo de tráfego no seu blog.

Ficou assustado? 

Bem, se calhar não, mas a intenção do fator medo é exatamente transmitir a sensação de que algo de mau pode acontecer ao leitor se não ler o seu artigo. Novamente seja ponderado  e não sensacionalista, o contexto é muito importante.

  • O divertido ou The Enterteiner

Diga-me se este é você : Sentado no sofá  ver a televisão mas com o pc no colo só para se sentir produtivo.

Na utilização do "Enterteiner" o objetivo é fazer com que o visitante se sinta à vontade, criando uma situação pessoal com que este se identifique, de forma engraçada e informal.

DICA PRO: Adecue o seu Hook ao tema do artigo. Utilize vários ao mesmo tempo se fizer sentido

#3- Utilize tabela de conteúdos e divida seções com sub-headings

A utilização de sub-headings (H2,H3,etc) é muito importante para balizar o leitor e dividir a nossa abordagem ao tema por assuntos de forma ordenada. Os headers também são muito importantes para efeitos de SEO, como falo no artigo "o que é SEO" deste blog.

A tabela de conteúdos deve ser apresentada como índice do artigo e é extremamente útil para o leitor, principalmente para artigos maiores. Deixo-lhe de prenda uma lista de plug-ins Word press que criam auto automaicamente  estes índices de conteúdo através dos headers do seu website : https://blog.hubspot.com/website/best-table-of-content-wordpress-plugins.


#4- Não tenha paredes de texto

E então já acabou de ler o artigo desta imagem?

Suponho que não tenha chegado à segunda frase, pois..é assim que os seus visitantes se vão sentir se você tiver paredes de texto nos seus artigos. Não é agradável pois não?

Vou-lhe dar uma regra de ouro para evitar este fenómeno:

  1. Em nenhuma parte do seu artigo, o ecrã deve conter só texto, deve ser quebrado com imagens ou outro elemento.
  2. Utilize parágrafos curtos de 1 ou 2 frases;
  3. Utilize conteúdo formatado, como tabelas e infográficos para marcar as seções e quebrar as paredes de texto;

#5- Utilize Call-outs

Call-outs são muito utilizados, tanto em blogs, como em e-books.

Basicamente são uma seção destacada no topo ou fim do ecrã para guiar o leitor sobre o que se segue. Normalmente são utilizadas as frases de destaque ou que resumem o que vem na seção a seguir. Desta forma, o leitor preguiçoso, vai ler o call-out para saber o que o espera e, se este for interessante, continua a ler o nosso artigo. Para perceber melhor o que é um call-out, deixo-lhe aqui esta caixinha que certamente lhe vai parecer familiar:

DICA PRO: Os call-outs como este também ajudam a quebrar as indesejáveis paredes de texto

#6- Utilize Bucket Brigades

As Bucket brigades são das técnicas de copywriting mais antigas que existem. Estou a falar antigas do tempo em que os telegramas e jornais de papel eram a única fonte de informação!

Até aqui tudo bem mas, por esta altura, você deve estar a pergunta-se : o que são na prática as bucket brigades?

Viu? acabei de usar uma bucket brigade na frase de cima. Mas agora segue a sua explicação:

As bucket brigades são frases que servem de ponte de ligação ao conteúdo que se segue com o objetivo de motivar o leitor a continuar a leitura.

Existem vários tipos de bucket brigades, deixo-lhe uma lista enorme para poder utilizar as que mais se adaptam a cada situação : https://websitecopywritingservices.com/blog/bucket-brigade-copywriting/

#7- Destaque as palavras/frases mais importantes 

Acho que a esta altura já sabemos o quão preguiçoso são os leitores, e eu e você estamos incluídos! 

Por essa razão temos de destacar as palavras mais importantes de cada parágrafo, de forma a que, em leituras na diagonal, ou em "scan mode" como se costuma chamar, o leitor consiga apanhar o sumo do nosso conteúdo e para onde achar mais interessante.

Mas por favor, não exagere! O objetivo do negrito é sobressair, se temos quase tudo a negrito o que vai sobressair são as palavras sem esta formatação!

Resumindo

Bem, espero ter sido claro na explicação de todos estes pontos, são pequenos pormenores que fazem toda a diferença para o seu leitor. Se chegou até aqui, provavelmente concorda comigo pois mantive-o também a si, meu leitor, interessado até ao final.

Agora já não tem desculpas para não fazer artigos cheios de visitas e partilhas nas redes sociais. Quero ver essas taxas de rejeição todas a baixar!

Boa escrita!